MARTE

Novas evidências podem confirmar que Marte abrigou vida há bilhões de anos

Dados coletados pela sonda Curiosity reforçam a hipótese de que havia vida no Planeta Vermelho em um passado distante
Por: HISTORY Brasil

Desde que chegou a Marte, em fevereiro, a sonda Perseverance tem concentrado todas as atenções no campo da exploração espacial. Mas outra sonda da NASA, a Curiosity, que desembarcou em solo marciano no ano 2012, continua a coletar dados preciosos. Um novo estudo baseado nessas informações pode confirmar que o Planeta Vermelho já abrigou vida há bilhões de anos.

Ciclo de vida e morte em Marte

A pesquisa, publicada na revista Geology, se baseia em dados que a Curiosity coletou na cratera Gale e na área do Monte Sharp. Segundo os cientistas, a região é uma das mais propícias para analisar a história do clima, da água e dos sedimentos de Marte. O novo estudo sugere que Marte fez uma transição de um ambiente habitável a um clima seco e frio, antes de perder a água de sua superfície.



As observações do Curiosity também revelam que as alternâncias entre períodos úmidos e secos aconteceram em grande escala até que o planeta se tornou totalmente árido. De acordo com o registro climático explorado no Monte Sharp, isso ocorreu em um momento entre 2,9 e 3,7 bilhões de anos atrás. Segundo a equipe de pesquisadores, liderada por William Rapin do Institut de Recherche en Astrphysique et Planétologie, essas mudanças climáticas bruscas podem ter resultado em um ciclo de vida e morte em Marte.

A descoberta vem na esteira de outro estudo recente, que mostrou que Marte teve períodos intermitentes de calor devido ao aumento da presença de gases de efeito estufa causados por vulcanismo e meteoritos. Segundo os pesquisadores, isso pode ter oferecido condições ideais para o surgimento e evolução da vida microbiana.



VER MAIS:


Fontes: CNN e Interesting Engineering

Imagens: Shutterstock.com