Tá Na História

O dia em que uma cidade enfrentou o cangaço e botou o bando de Lampião para correr

Por Thiago Gomide do Tá na História.

Parceria HISTORY e Tá Na História

Rodolpho Fernandes, prefeito de Mossoró, recebeu uma carta em junho de 1927. O remetente era Virgulino Ferreira, mais conhecido como Lampião. 

O “Rei do Cangaço” foi direto no papo: ou Rodolpho abaixava a cabeça e cedia as chantagens financeiras do grupo ou a cidade do Rio Grande do Norte seria invadida, tal qual tantas outras vizinhas. 

Os cangaceiros promoviam estupros, assassinatos, sequestros e, claro, roubos quando entravam em um município. Era a partir do medo que conseguiam que governantes abrissem as carteiras para se livrarem do pior.

Acontece que nem Rodolpho nem a cidade de Mossoró estavam dispostos a dar trela ao temido Virgulino. Era o primeiro não da história ao homem que tanto aterrorizou o Nordeste brasileiro. 

Quer saber como foi a preparação para o conflito? Como um padre foi importante para a vitória do bravo povo de Mossoró?  O que aconteceu com o braço direito de Lampião? Aperta o play que o Tá na História te conta tudinho.


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade. 


Imagem: Museu do Ceará - Série Safra, via Wikimedia Commons