NOSTRADAMUS

O que profetas como Nostradamus teriam previsto para 2021?

Quem não tem curiosidade de saber como será o ano que está começando? Mesmo que as previsões de supostos videntes nunca se concretizem, é difícil resistir a dar uma espiada no que eles têm a dizer. Os versos de Nostradamus, por exemplo, são tão vagos que podem se encaixar em qualquer explicação.

Outra "profeta" que se popularizou mais recentemente é Vangelia Pandeva Dimitrova, mais conhecida como Baba Vanga (1911-1996), ou a "Nostradamus dos Bálcãs", que teria feito previsões até o ano 5079. Segundo seus seguidores, ela antecipou o começo e o final da Segunda Guerra, o fim URSS e o ataque às Torres Gêmeas (mas, de acordo com um jornal búlgaro que foi conferir sua história, na verdade ela teria sido uma senhora normal e caridosa que nunca fez previsões durante sua vida). Quem quiser se arriscar, pode conferir a interpretação dada a escritos atribuídos à dupla para o que nos esperaria em 2021:

Para o próximo ano, Baba teria previsto que “a grande nação no oceano será destruída” e que isso provocará devastadoras “inundações, terremotos, tormentas e grandes ondas”. Muitas criaturas serão destruídas. Não somente isso, mas os sobreviventes morrerão de uma doença grave”. Para muitos, essa última previsão assinalaria a possibilidade de que uma nova pandemia inicie ou de que a crise sanitária atual se agrave.

No plano político, Baba Vanga teria previsto que a China poderá se consolidar como uma superpotência mundial, anunciando que circularia no mundo “dinheiro de cor vermelha”.

Nostradamus, por sua vez, teria falado em seus textos de “poucos jovens, meio mortos para começar, mortos por despeito. Em um lugar exaltado ocorrerão grandes males. Tristes conceitos virão a prejudicar cada um. Temporal, pais e mães mortos de infinitas dores, mulheres de luto; um monstro asqueroso. O grande não mais será, todo o mundo se acabará”. Os analistas acreditam que essa previsão estaria vinculada à segunda parte da pandemia da Covid-19. Há ainda quem não descarte se tratar de uma nova pandemia, ainda pior.

Assim como Baba Vanga, Nostradamus teria feito alusão a catástrofes naturais: “Veremos a água subir e a terra ser derrubada embaixo dela”, disse.

Por fim, o médico francês teria feito referência a uma crise econômica global e à falta de recursos causada por fenômenos naturais que desencadeariam uma fome sem precedentes em todo o mundo: “O rei cobrirá as florestas, o céu se abrirá e os campos serão queimados por o calor". Essas afirmações foram ratificadas por cientistas do Programa Mundial de Alimentos, que já alertaram que uma fome de níveis catastróficos está chegando.


 Fonte: Clarín e Prensa Libre

Imagens: Wikimedia Commons e Shutterstock.com