RELIGIÃO

"Padroeiro da internet" com milagre realizado no Brasil será beatificado na Itália

Um jovem que morreu de leucemia aos 15 anos será beatificado pela Igreja Católica na Itália. Carlo Acutis é conhecido pelos fiéis como "padroeiro da internet". Para marcar a cerimônia, que irá acontecer no dia 10 de outubro, o Santuário do Despojamento, em Assis, abriu o túmulo do rapaz para a visitação de peregrinos. Um dos milagres atribuídos a ele teria acontecido no Brasil.

Carlo, um entusiasta da ciência da computação, nasceu em Londres e viveu em Milão. O jovem morreu em Monza, em 2006. Por usar as mídias sociais para evangelizar, ele se tornou conhecido como o "padroeiro da internet".

Segundo o Vaticano, Carlo foi sempre um jovem normal que amava estudar, jogar futebol e estar com os outros. "Porém  descobriu um grande amigo, Jesus. E esse precioso tesouro queria compartilhá-lo com todos, tornando-se assim um apóstolo. Como? Por meio do que mais gostava: tecnologia da informação", disse o postulador de sua causa de beatificação, o jornalista do L’Osservatore Romano Nicola Gori.

Em 6 de abril, seus restos mortais foram transladados para o Santuário do Despojamento. “O corpo de Carlo foi encontrado intacto, depois foi tratado e agora será exposto. São tantos os jovens e fiéis que esperam por este contato”, disse Antonia Salzano, mãe do jovem. A veneração do jovem já atingiu todos os cantos do planeta.

Em 2019, o Vaticano reconheceu um milagre atribuído a Carlo no Brasil. Uma criança com problemas graves de saúde teria se curado depois que um avô tocou as roupas de Acutis expostas em uma paróquia de Campo Grande (MS) em 2010. Segundo o Vaticano, o jovem tinha ligações com o Brasil, apesar de nunca ter visitado o país. Além de ter morrido no dia de Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro), ele frequentava uma paróquia cujo padre é brasileiro. Irmãs missionárias capuchinhas brasileiras também moram em uma casa ao lado da igreja onde está o corpo de Carlo.


Fontes: Vatican News e G1

Imagem: Vatican News/Reprodução