ARQUEOLOGIA

A pequena joia que virou uma enorme descoberta arqueológica

Por: HISTORY Brasil

Um grupo de arqueólogos descobriu uma pequena joia que pode ser a mais antiga da Europa e, possivelmente, o mais artefato de ouro mais antigo do mundo.

O objeto mede 4 milímetros de diâmetro e pesa apenas 0,15 grama. A descoberta foi feita em um assentamento pré-histórico situado nos arredores da cidade de Pazardzhik, na Bulgária. O local ocupa 12 hectares e é considerado uma das primeiras áreas urbanas da Europa. O pequeno anel de ouro teria sido feito no local por volta de 4.500 a.C., o que o torna 200 anos mais antigo que as joias encontradas na necrópole da Idade do Cobre de Varna, na Bulgária.

O objeto foi achado nas ruínas de uma antiga casa. Além disso, na mesma área, havia 150 estatuetas de cerâmica representando aves, o que poderá indicar que os habitantes do local as consideram sagradas. Todos esses dados indicam que essa teria sido uma sociedade de alto nível cultural e que existiu quase um milênio antes da civilização suméria. O assentamento foi destruído por invasores advindos do norte por volta de 4.100 a.C.

Veja mais no vídeo:


 

 





Fontes: RT , Smithsonian Mag
Imagem destaque: Konstantin Kuznetsov/Shutterstock.com
Imagem escavação: Balkan Heritage Foundation