chuva de meteoros

Perseidas: maior chuva de meteoros do ano tem auge nesta madrugada

Fenômeno poderá ser visto a olho nu na maior parte das regiões brasileiras
Por: HISTORY Brasil

Desde o último dia 17 de julho, a chuva de meteoros Perseidas, também conhecida como "Lágrimas de São Lourenço", ilumina o céu noturno da Terra. O fenômeno acontece até o próximo dia 24 de agosto. No entanto, entre a noite desta quarta (11/08) e a madrugada de quinta-feira (12/08) ele atingirá seu pico de atividade, com até 100 meteoros por hora.

Fenômeno será visível no Brasil

Os meteoros da chuva de meteoros Perseidas têm origem nos detritos do cometa Swift-Tuttle, descoberto em 1862. Quando essas partículas entram na atmosfera da Terra a mais de 200 mil quilômetros por hora, são instantaneamente incineradas. Isso produz um brilho incrível que da Terra é visto como uma estrela cadente.



O ponto no espaço a partir do qual esses destroços se irradiam está muito perto da constelação de Perseu, por isso essa chuva de meteoros é chamada de Perseidas. Este ano, o espetáculo vai favorecer sobretudo os observadores do Hemisfério Norte. Mas o fenômeno também poderá ser observado de quase todo o Brasil, com exceção do Rio Grande do Sul.

Como sempre nesses casos, é recomendável observar a chuva de meteoros de algum lugar longe de fontes de poluição luminosa, como a iluminação urbana. Se o tempo permitir, as estrelas cadentes serão observadas a olho nu. Em caso de nebulosidade, o espetáculo pode ser prejudicado. A NASA irá transmitir imagens do fenômeno em seu canal no YouTube.



VER MAIS


Fontes: G1, CNN e UOL

Imagens: iStock e Wikimedia Commons