meio ambiente

As praias do mundo podem realmente desaparecer pelo aumento do nível do mar?

Em março, cientistas europeus publicaram na revista “Nature Climate Change” um estudo alarmante afirmando que metade das praias do mundo poderia desaparecer ao longo do século XXI. Agora, um grupo de pesquisadores internacionais publicou um artigo que refuta essa teoria. Os especialistas reexaminaram os dados e a metodologia que embasam a pesquisa original e dizem que discordam veementemente de sua conclusão.

A resposta ao artigo foi publicada na mesma revista. Nele, os especialistas afirmam que é muito difícil fazer esse tipo de previsão de amplo alcance com os dados globais os métodos numéricos disponíveis atualmente.  O ponto crítico para a discordância dos pesquisadores com as conclusões do artigo original é o fato de que eles dizem que há potencial para as praias se preservarem conforme o nível do mar sobe e a linha costeira recua.

Segundo os cientistas, as praias costeiras, lagoas planas, pântanos e dunas vão "migrar" devido ao aumento do nível do mar, distanciando-se da costa, mas sem que as praias desapareçam. A principal noção por trás disso é que se as praias tiverem espaço para se mover sob a influência da elevação do nível do mar (conhecido como espaço de acomodação) elas manterão sua forma, mas em uma posição mais recuada.

Além disso, o novo estudo defende que é impossível quantificar qual a proporção real de praias que irão desaparecer ao longo do século XXI. No entanto, os pesquisadores admitem que as praias sustentadas por costões provavelmente irão desaparecer no futuro devido ao aumento do nível do mar, já que elas são incapazes de recuar para a terra.


Fontes: La Nación e  Science Daily

Imagens: Shutterstock.com