ARQUEOLOGIA

Primeira evidência da existência de reino bíblico é encontrada em forte da era do rei Davi

Arqueólogos encontraram uma fortaleza da época do rei Davi (1003 a.C. - 970 a.C.) nas colinas de Golã, em Israel. Especula-se que a edificação tenha sido erguida por autoridades do Reino de Gesur, cuja capital era Betsaida, segundo a Bíblia. Essa pode ser a primeira evidência histórica da existência desse reino citado no Antigo Testamento. A descoberta aconteceu durante uma escavação em um terreno onde será construído um novo bairro.

Os estudiosos acreditam que a fortaleza tenha sido construída para controlar a região. "O complexo que descobrimos foi erguido em uma localização estratégica no topo da colina, acima do desfiladeiro El-Al, com vista para a região, onde era possível atravessar o rio", disseram os arqueólogos Barak Tzin e Enno Bron, da Autoridade de Antiguidades de Israel. O forte tem paredes de 1,5 m de largura, feitas com grandes blocos de basalto. 

"Na escavação, ficamos surpresos ao descobrir um achado raro e emocionante: uma grande pedra de basalto com uma gravura de duas figuras com chifres e de braços abertos”. Uma outra figura parecida havia sido encontrada no ano passado em outro sítio arqueológico de Betsaida. Na época, a cena foi identificada como uma representação do culto ao deus da Lua.

A cidade fortificada de Betsaida é considerada pelos estudiosos a capital do Reino Arameu de Gesur, que governava o centro e o sul de Golã há três mil anos. De acordo com a Bíblia, o reino mantinha relações diplomáticas e familiares com a Casa de Davi. Uma das esposas de Davi era Maacah, filha de Talmi, rei de Gesur.

 


Fontes: Jerusalem Post, Times of Israel e Ministério das Relações Exteriores de Israel

Imagens: Yaniv Berman/Autoridade de Antiguidades de Israel/Reprodução