HUMANIDADE

Que espécie dominaria o planeta caso os humanos desaparecessem?

As constantes ameaças climáticas e a atual epidemia pela qual o mundo atravessa são um lembrete que a existência humana no planeta está em risco. No entanto, caso nossa espécie desapareça, isso não seria um grande problema para a Terra, que nasceu bilhões de anos antes de aparecerem os humanos, e provavelmente irá durar muito mais.

A dúvida dos especialistas é quem dominará o mundo se as piores previsões envolvendo os humanos acontecerem. Segundo a especialista Kate Jones, os primeiros da lista são os micróbios, já que não somente são maiores em quantidade e biomassa, mas também se encontram em todos os cantos da Terra, da Antártida e do Ártico até os corais no fundo do mar. "Acredito que a espécie dominante foi, continua a ser e provavelmente sempre será o micróbio", disse ela à BBC.

Por outro lado, o astrônomo Phil Plait acrescentou que um ponto comum entre as extinções passadas e uma hipotética extinção futura seria uma mudança profunda no meio ambiente do planeta. “Houve uma repentina mudança climática, mudanças ambientais, na química do solo, na temperatura da água e do ar, e isso é provavelmente o que causou as extinções (no passado)”, explicou Plait. 

No entanto, assim como o desaparecimento dos dinossauros terrestres deu lugar ao eventual aparecimento e domínio do homem, os especialistas especulam sobre quais espécies poderiam se adaptar às novas condições de vida. Em 1981, baseado nos princípios da seleção natural, o geólogo escocês Douglas Dixon apresentou uma hipótese de que o mundo seria dominado por morcegos e roedores gigantes. De acordo com seu livro "After Man: a Zoology of the Future" ("Depois do Homem: uma Zoologia do Futuro", em tradução livre), isso aconteceria  50 milhões de anos depois do desaparecimento dos humanos.


Fonte: BBC

Imagens: Shutterstock.com