ESPAÇO

Rússia planeja estabelecer base habitável em uma lua de Júpiter

A Rússia planeja estabelecer uma estação espacial habitável em Calisto, a segunda maior lua de Júpiter. A Roscosmos, agência espacial russa, escolheu o local devido a sua enorme quantidade de gelo, além da presença de um oceano subterrâneo com alta concentração salina. A atividade sísmica detectada por lá também indica que o satélite natural deve ter um núcleo central quente.

A Calisto foi descoberta em 1610 por Galileu Galilei. Devido aos seus baixos níveis de radiação e às condições ambientais citadas acima, acredita-se que um dia essa lua possa abrigar uma base para futuras explorações do sistema solar. 

Segundo Alexander Bloshenko, diretor executivo de Programas e Ciência em Longo Prazo da Roscosmos,  a Calisto é realmente um dos locais mais adequados para a instalação de uma base habitável fora da Terra. “Calisto é o terceiro lugar do Sistema Solar, onde, na opinião da comunidade científica, é mais conveniente organizar uma base para o homem depois da Lua e Marte”, afirmou.

Anteriormente, a Roscosmos já havia anunciado suas intenções de explorar Júpiter e Saturno. Desde 2012, a agência espacial tem promovido concursos para selecionar empresas privadas que pretendam colaborar com as futuras missões. 


Fonte: RT

Imagens: Shutterstock.com