KENNEDY

Técnica criminal 3D joga nova luz sobre assassinato de JFK

Por: HISTORY Brasil

Nenhum fato na história despertou tantas teorias conspiratórias quanto o assassinato de John Fitzgerald Kennedy. E apesar de todas as investigações oficiais apontarem Lee Harvey Oswald como o único responsável pelo crime, desde aquela época muitos afirmam que essas conclusões não são mais que parte de uma grande encoberta. Sem ir muito longe, uma enquete de 2013 revelou que mais de 60% dos americanos consultados achavam impossível que Oswald tenha agido por conta própria.

[VEJA TAMBÉM: Conheça quatro teorias da conspiração que se provaram verdadeiras]

Um estudo realizado com uma nova técnica criminal poderá invalidar um dos argumentos preferidos dos teóricos da conspiração: a fotografia tirada pela mulher de Oswald no pátio de sua casa, onde se vê o acusado segurando o rifle com o qual, meses depois, teria disparado contra JFK. Ao longo dos anos, a veracidade dessa imagem tem sido questionada sistematicamente, aludindo para o fato que a postura estranha em que se vê Oswald não pode ser real.

Cientistas da Dartmouth College utilizaram modelos 3D para testar se a postura da foto é de fato possível. E sua análise determinou que não há nada de estranho na pose de Harvey Lee Oswald. Além disso, e para trazer ainda mais suspeitas, o estudo confirmou que a luz da fotografia não foi alterada e que o rifle é o mesmo modelo que Oswald utilizou para atirar contra o ex-presidente.

Fontes: Gaceta.es , EurekAlert!

Imagens Warren Commission/Handy Farid