ESPAÇO

A Terra está prestes a capturar uma estranha minilua

Astrônomos detectaram uma “minilua” que está prestes a se juntar à órbita terrestre. Segundo os especialistas, fenômenos do tipo são observados apenas raramente. O mais curioso é o que o objeto (batizado de 2020 SO) pode não ser um asteroide, mas lixo espacial.

Objetos especiais frequentemente são capturados pela gravidade da Terra, nos acompanhando por alguns meses (ou até mesmo anos) para depois continuar sua jornada pelo espaço. Esses "caroneiros espaciais" são conhecidos como "miniluas".  O 2020 SO, que tem entre 6,4 e 14 metros de comprimento, foi classificado como um asteroide do tipo Apollo  (cujo caminho cruza a órbita da Terra).

Mas o 2020 SO possui algumas particularidades intrigantes. Sua órbita similar à da Terra e baixa velocidade sugerem que ele não se trata de um asteroide. Por essas características, os astrônomos suspeitam que o objeto tenha sido criado por mãos humanas. 

Os estudiosos acreditam que o objeto provavelmente seja uma antiga parte de um foguete Centauro. Esse dispositivo lançou a sonda Surveyor 2 à Lua em setembro de 1966.  "Eu suspeito que o objeto recém-descoberto 2020 SO seja um antigo propulsor de foguete, pois ele está seguindo uma órbita em torno do Sol extremamente semelhante à da Terra", disse Paul Chodas, diretor do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra da NASA. “Em mais ou menos um mês teremos uma indicação se ele é realmente um pedaço de foguete", completou.


Fonte: ABC e CNN

Imagem: Shutterstock.com