RELIGIÃO

Toyota dá ao Vaticano o papamóvel mais avançado da história

Desde o início do século 20, muitas montadoras produziram veículos especialmente projetados para os papas. Agora, o papa Francisco foi presenteado com um dos carros mais avançados e ecologicamente sustentáveis do mundo. O automóvel conta com um um motor elétrico de 155 HP movido por uma célula de combustível que não emite dióxido de carbono.

O novo papamóvel, um Toyota Mirai de última geração, foi um presente da Conferência de Bispos Católicos do Japão. O veículo foi usado originalmente pelo papa Francisco em sua última visita ao país, em novembro de 2019. Agora, ele pertence oficialmente ao Vaticano e poderá ser utilizado em outras ocasiões.

O veículo elétrico conta com uma célula de combustível que junta hidrogênio com o ar, emitindo apenas água limpa pelo cano de escape. Segundo a montadora, o automóvel é abastecido em apenas 3 minutos e conta com uma autonomia de 500 km. O papamóvel tem 5,1 metros de comprimento e uma altura  de 2,7 metros, permitindo que o papa fique de pé e seja visto pelos fiéis.  

No passado, diversos modelos de carro foram utilizados por pontífices. Em 1965, o papa Paulo VI usou uma limousine Lehmann-Peterson em sua visita a Nova York. Mais tarde, Paulo VI utilizou um Mercedes-Benz 600 Pullman-Landaulet. No entanto, o termo "papamóvel" só se popularizou durante o pontificado do papa João Paulo II.


Fontes: La Nación e Tecmundo

Imagens: giulio napolitano / Shutterstock.com e Toyota/Divulgação