Início

Decifrado o mistério do perfeito alinhamento das Pirâmides de Gizé

Novo estudo indica qual foi o método usado pelos egípcios para alcançar resultados tão precisos
Por History Channel Brasil em 14 de Abril de 2022 às 12:58 HS
Decifrado o mistério do perfeito alinhamento das Pirâmides de Gizé -0

Milhares de anos após terem sido construídas, as grandes pirâmides do Egito (Quéops, Quéfren e Miquerinos) ainda fascinam pesquisadores de todo o mundo. Uma das maiores dúvidas diz a respeito ao alinhamento perfeito presente nas três estruturas. Agora, um novo estudo pode ter desvendado esse mistério.

Alinhamento das pirâmides

Embora não sejam perfeitas, as bases quadradas das Pirâmides de Gizé são bastante retas e apresentam um alinhamento quase perfeito ao longo dos pontos cardeais (norte, sul, leste e oeste). Mas nunca houve consenso entre os estudiosos sobre como seus construtores conseguiram alcançar resultados tão precisos. Qual teria sido o método usado pelos egípcios há 4500 anos para realizar esses cálculos?

Em um novo estudo publicado na revista The Journal of Ancient Egyptian Architecture, o arqueólogo Glen Dash diz que os egípcios podem ter utilizado o equinócio de outono como referência para conseguir um alinhamento perfeito. O equinócio marca o dia em que os raios solares incidem de maneira igual nos dois hemisférios do planeta e tanto o dia como a noite têm duração igual.

Pirâmides do Egito

Anteriormente, o equinócio não era levado em consideração pelos pesquisadores como um possível método de alinhamento. Isso porque eles acreditavam que a técnica não forneceria precisão suficiente para realizar a tarefa. Mas Dash sugere que os antigos egípcios podem ter utilizado uma vara conhecida como gnomon, que quando enfiada no chão projetava uma sombra que marcava uma linha quase perfeita que ia de leste a oeste. Para provar sua teoria, o arqueólogo usou o método em um experimento.

Dash mapeou o ponto da sombra projetada pelo gnomon em intervalos regulares, formando uma curva suave de pontos. E no final do dia, com um pedaço de barbante bem esticado em volta da vara, ele ligou dois dos pontos da curva e criou uma linha quase perfeita indo de leste a oeste. O pesquisador afirma que não é possível afirmar com certeza se o método foi realmente usado pelos egípcios, pois eles não deixaram evidências disso. Mas ele acredita que a hipótese é plausível.

Fontes
Science Alert
Imagens
iStock