Início

Como é a vida isolada do monge mais solitário do mundo

Ahwang Pincuo vive no Tibete, em um templo a 160 quilômetros da civilização
Por History Channel Brasil em 28 de Abril de 2021 às 17:02
Como é a vida isolada do monge mais solitário do mundo-0

A cerca de 160 quilômetros de Gyantse, no Tibete, vive o monge mais solitário do mundo: Ahwang Pincuo. Ali, ele leva uma vida monástica clássica, no Templo Rituo, que significa “pedra da montanha”. Situado no lago Yamdrok, considerado sagrado para os tibetanos, o local fica em total isolamento.

Templo isolado no Tibete

Há 700 anos, o Templo Rituo é tradicionalmente ocupado por um único monge solitário. Pincuo cumprirá essa missão como guardião até o dia de sua morte, quando outro budista tomará seu lugar. O monge passa seus dias sozinho, entoando sutras, meditando e carregando água do lago para o templo.

Como é a vida isolada do monge mais solitário do mundo - 1

Para compensar a solidão, o Templo Rituo conta com uma vista de tirar o fôlego. Além do belíssimo cenário natural, onde destaca-se a imensidão das montanhas, de lá também é possível observar animais selvagens, como antílopes.

Segundo a tradição tibetana, a rocha da montanha que dá nome ao templo seria capaz de curar todas as doenças. Os budistas também costumam peregrinar até as margens do lago Yamdrok, que teria propriedades místicas.

VER MAIS:


Fonte: La Nación 

Imagens: Shutterstock.com