Início

Barco funerário viking onde monarcas podem estar enterrados é encontrado na Noruega

A embarcação, que tem cerca de mil anos, é uma das maiores do tipo já descobertas no país
Por History Channel Brasil em 06 de Maio de 2022 às 22:20
Barco funerário viking onde monarcas podem estar enterrados é encontrado na Noruega-0

Pesquisadores do Instituto de Patrimônio Cultural da Noruega encontraram os restos de um grande barco funerário viking perto da cidade de Kvinesdal. A embarcação é uma das maiores do tipo já descobertas no país. Segundo os arqueólogos, a estrutura pode ter sido usada para sepultar membros da realeza há cerca de mil anos.

Elite viking

A descoberta aconteceu durante os trabalhos de sondagem que antecederam a construção de uma nova rodovia. As obras tiveram que ser suspensas quando um georradar mostrou imagens subterrâneas da embarcação, que mede entre 8 e 9 metros de comprimento. O barco estava enterrado a cerca de 9 metros de profundidade.

Barco funerário viking

De acordo com os pesquisadores, pelo seu tamanho, o barco pode ter sido usado para sepultar mais de uma pessoa. Nada se sabe sobre quem poderia ter sido sepultado ali, mas como esse tipo de enterro era reservado para as pessoas mais importantes da comunidade. Por isso, a equipe, liderada pelo arqueólogo Jani Causevic, acredita que a estrutura pode ter sido usada em rituais funerários de membros da realeza ou da elite viking.

Na mitologia nórdica, os barcos simbolizavam uma passagem segura para a vida após a morte. Assim, túmulos eram construídos para se assemelhar a navios, com pedras usadas para delinear a forma de uma embarcação. Já indivíduos de alta patente, homens ou mulheres, eram enterrados em navios de verdade. Um dos mais extravagantes barcos funerários serviu de túmulo para duas mulheres, que provavelmente morreram por volta de 834 d.C. Conhecido como o "Navio Oseberg", é um dos artefatos vikings mais bem preservados já encontrados. 

Fontes
Live Science e Daily Mail
Imagens
Pexels e Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (NIKU)