Início

Como um enorme lago na Bolívia evapora e vira um deserto?

Um desastre natural relacionado à mudança climática e causado pelos fenômenos El Niño e La Niña transformou um lago em deserto, no altiplano boliviano.

O lago Poopó, localizado em Oruro, 3.700 metros acima do nível do mar, era o segundo maior lago da Bolívia, depois do Titicaca, e o maior dos pertencentes unicamente ao seu território. Sua área era de 1.340 km², podendo atingir aproximadamente 2. 500 km² quando completamente cheio. A realidade, no entanto, mudou esse cenário tristemente: uma seca devastadora o transformou em um deserto, causando a morte de milhões de peixes e de 500 aves, entre patos e flamingos. 

[VEJA TAMBÉM: Fotógrafo registra estranha formação no céu, apelidada de Mão de Deus]

A NASA publicou fotos que mostram a metamorfose dramática do Poopó: uma de abril de 2013 e outra de janeiro de 2016. A mudança é assustadora.

Quase dois terços da população que habitava o local, declarado agora pelo governo boliviano como “zona de desastre”, decidiu procurar abrigo em outras latitudes. Muitos abandonaram o altiplano e seguiram seu rumo para outros cantos da Bolívia, ou, até, para além da fronteira, Argentina e Chile.

No final do ano passado, o governo boliviano e o departamento de Oruro anunciaram o Plan Director de la Cuenca de Poopó, um projeto para a restauração do lago feito por especialistas de todo o mundo e que destinará US$ 3,25 milhões para a ajuda humanitária e para uma obra sobre a corrente fluvial que chega do rio Desaguadero. Só o futuro dirá se o Poopó deixará de ser um deserto e voltará a ser um lago.

Como um enorme lago na Bolívia evapora e vira um deserto? - 1

 


Fonte: RT e BBC Mundo 

Imagem: NASA