Início

Desenho mais antigo de um fantasma é descoberto em artefato da Babilônia

Gravura foi encontrada em tabuleta de argila de 3.500 anos que pertence ao acervo do Museu Britânico
Por History Channel Brasil em 19 de Outubro de 2021 às 15:41
Desenho mais antigo de um fantasma é descoberto em artefato da Babilônia-0

Uma antiga tabuleta de argila de 3.500 anos vinda da Babilônia guardava um segredo que passou despercebido durante muito tempo. Apesar de pertencer ao acervo do Museu Britânico desde o século XIX, só agora os pesquisadores notaram um detalhe importante no artefato. A peça contém o desenho mais antigo já registrado de um fantasma.

Manual de exorcismo

A gravura mostra um espírito sendo guiado para o além por sua amante. Segundo os pesquisadores, trata-se de um trecho de um manual de exorcismo, ensinando como se livrar de um fantasma. Ele é retratado caminhando, com os braços estendidos e os pulsos amarrados por uma corda presa à mulher, enquanto um texto detalha um ritual que os despacharia para a vida após a morte.

Peça pertence ao acervo do Museu Britânico

Um texto no verso da tabuleta de argila detalha o ritual necessário para se livrar do fantasma. "É obviamente um fantasma masculino que está infeliz. Você pode imaginar um espírito alto, magro e barbudo andando pela casa irritando as pessoas. O diagnóstico foi que ele precisava de uma amante (para deixar de assombrar as pessoas)”, disse Irving Finkel, curador do departamento do Oriente Médio no Museu Britânico.

Finkel acredita que o objeto fazia parte da biblioteca de magia de um exorcista ou sacerdote. O especialista considera que o artefato nos aproxima de nossos ancestrais. “Todos os medos, fraquezas e características que tornam a raça humana tão fascinante, certamente existiam em abundância há 3.500 anos", afirmou.

Fontes
The Guardian
Imagens
Museu Britânico/Reprodução