Início

Dom Pedro I e Baronesa de Sorocaba: a traição que quase acabou em morte

Atentado teria sido provocado por relacionamento extraconjugal do Imperador do Brasil
Autor
Thiago Gomide, do Tá Na História

Dom Pedro I e Baronesa de Sorocaba: a traição que quase acabou em morte - 1

No porta-retrato oficial, Dom Pedro I era casado com Imperatriz Leopoldina. Por trás dos panos, se relacionava com um monte de mulheres, entre elas as irmãs Domitila de Castro, a Marquesa de Santos, e Maria Benedita de Castro, a Baronesa de Sorocaba, que era casada com um alto funcionário de Dom Pedro I. 

Desde a chegada da Família Real ao Rio de Janeiro, o Outeiro da Glória ganhou cada vez mais respeito. Dom João VI adorava o clima do lugar. Dom Pedro I, seu filho, cresceu indo à esse espaço sagrado. Se na infância a reza era o motivo que ligava o proclamador da nossa independência ao Outeiro, na juventude o papo mudou bastante. 

A Baronesa de Sorocaba morava em uma casa na Vila Aymorés, que fica bem perto do Outeiro da Glória. Através de um caminho secreto, Dom Pedro I acessava a casa de uma de suas mais famosas amantes. Você acha que isso terminaria bem? Não, não. Um atentado aconteceu.

Quer saber os detalhes e quem foi apontada como mandante? Aperte o play que o Tá na História te conta.



THIAGO GOMIDE é historiador e jornalista. Pós-graduado em História do Brasil e Mestre em História, Bens Culturais e Política pela FGV. Foi apresentador e editor do Canal Futura e diretor da MultiRio, ambos dedicados à educação. Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente assina a coluna "Coisas do Rio", no jornal O Dia, e é presidente da rádio Roquette-Pinto.

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade. 


Imagens: Domínio Público, via Wikimedia Commons