Início

Livro relata a dieta sofisticada e extravagante de grandes ditadores da história

Por History Channel Brasil em 05 de Janeiro de 2015 às 23:01
Livro relata a dieta sofisticada e extravagante de grandes ditadores da história-0

O livro “Dictators’ Dinners: The Bad Taste Guide to Entertaining Tyrants” (O Jantar dos Ditadores: Um Guia de Mau Gosto para Entreter Tiranos), escrito pelas pesquisadoras Victoria Clark e Melissa Scott, reúne alguns dos aspectos mais curiosos sobre o paladar dos ditadores e líderes comunistas mais emblemáticos do século passado. Entre os pesquisados estão Adolf Hitler, Benito Mussolini, Muammar Kaddafi, Kim Jong-il e Fidel Castro.

Adolf Hitler

Embora o ditador nazista tenha sido um famoso vegetariano, o livro afirma que seu prato predileto era pombo recheado com nozes, língua, fígado e pistaches. Esse detalhe confirmaria a teoria de que Hitler não ingeria carne devido a um problema gástrico que lhe causava flatulência e constipação crônicas tão inconvenientes que o levaram a tomar até 28 remédios diferentes para aliviar o sofrimento. De acordo com o livro, nos últimos meses da guerra, suas doenças digestivas eram tantas que sua dieta foi reduzida a purê de batatas e sopa.

Benito Mussolini

O ditador italiano tinha predileção especial por salada de alho cru picado, temperada com limão e azeite. Uma combinação que, de acordo com ele, deixava seu coração em ótimo estado de saúde. Em certa ocasião, sua esposa confessou à cozinheira da família o quão difícil era ficar próximo de Mussolini quando ele ingeria grandes quantidades de alho: “Não conseguia ficar ao seu lado. À noite, eu o deixava dormindo sozinho em nosso quarto e me refugiava no quarto das crianças”, ela afirmou.

Muammar Kaddafi

Assim como Hitler, o ex-líder libanês padecia de fortes e incontroláveis flatulências. Seu prato favorito era cuscuz servido com carne de camelo, animal cujo leite era o predileto de Kaddafi – um hábito que teria sido a causa de seus sérios problemas digestivos. Além disso, e talvez por sua proximidade ao ex-premier italiano Silvio Berlusconi, era um amante da cozinha italiana, especialmente das massas.

Kim Jong-il

O norte-coreano era adorador da sopa de barbatana de tubarão e da elaborada com carne de cachorro. Além disso, contratou um cozinheiro famoso para que preparasse o sushi mais extravagante do mundo, feito com peixe baiacu japonês. De acordo com o livro, “(ele) gostava tanto do pescado cru e fresco que podia comê-lo quando o rabo (do peixe) ainda se movia”.

Fidel Castro

A comida e a bebida foram, durante muito tempo, uma verdadeira paixão para o líder cubano, que teria gastado grandes quantias de dinheiro para promover empresas que produziam queijo francês e uísque. De acordo com pessoas próximas a Fidel, em sua juventude, ele tinha especial predileção pela sopa de tartaruga.

Fonte: Clarín