Início

Manuscrito raro de Nostradamus que havia sumido misteriosamente na Itália reaparece na Alemanha

Obra ficou desaparecida por 15 anos e foi localizada quando estava prestes a ser leiloada
Por History Channel Brasil em 09 de Maio de 2022 às 20:59
Manuscrito raro de Nostradamus que havia sumido misteriosamente na Itália reaparece na Alemanha-0

Um raro manuscrito do astrólogo Michel de Nostradamus que havia sido roubado na Itália há mais de dez anos foi recuperado na Alemanha. O paradeiro do livro, que tem cerca de 300 anos, foi descoberto quando ele foi posto à venda por uma casa de leilões. A obra de 500 páginas foi devolvida a uma biblioteca de Roma, de onde havia desaparecido.

Profecias de Nostradamus 

Segundo as autoridades, o livro, intitulado Nostradamus M Profhecies (As Profecias de M. Nostradamus), havia sido roubado de um centro de estudos da ordem religiosa dos barnabitas, em Roma. Não se sabe ao certo quando isso aconteceu, mas acredita-se que foi por volta de 2007. O manuscrito ficou desaparecido até o ano passado, quando reapareceu no catálogo de uma casa de leilões da Alemanha. 

O livro foi identificado por policiais italianos graças a um carimbo encontrado em suas páginas, indicando que a obra pertencia originalmente à 'Biblioteca SS'. Blasi Cairoli del Urbe', em Roma. Em 1991, essa instituição tornou-se parte da biblioteca dos barnabitas. O manuscrito estava sendo leiloado na Alemanha por um preço inicial de € 12.000. O leilão foi suspenso em 2021 e agora a obra rara retornou para a Itália.

Médico que praticava a alquimia (como muitos dos seus colegas do século XVI), Michel de Nostredame ficou famoso por sua suposta capacidade de vidência. Em 1555, suas profecias mais conhecidas foram reunidas no livro As Profecias, no qual detalhava supostos acontecimentos do futuro. Mas as interpretações de seus textos proféticos são sempre controversas: os versos são tão vagos que podem se encaixar em qualquer explicação. 

Fontes
The Guardian, Observador e El Mundo
Imagens
Delegacia de Polícia Criminal do Estado de Baden-Württemberg/Reprodução, via SWR (Rádio Pública da Alemanha)