Início

Mistério de Stonehenge pode ter sido finalmente desvendado

Um novo estudo revela a possível finalidade do monumento pré-histórico situado na Inglaterra
Por History Channel Brasil em 09 de Março de 2022 às 17:55 HS
Mistério de Stonehenge pode ter sido finalmente desvendado-0

O mistério que envolve o sítio arqueológico de Stonehenge, na Inglaterra, intriga pesquisadores há centenas de anos. Agora, um novo estudo pode ter finalmente desvendado o enigma por trás do monumento pré-histórico. De acordo com Timothy Darvill, professor de arqueologia da Universidade de Bournemouth, a estrutura funcionava como um calendário solar.

Representação física do ano

Apesar de muitos estudos anteriores terem especulado que a disposição das pedras de Stonehenge, de aproximadamente 20 toneladas cada uma, pudesse ter servido como um tipo de calendário, até agora ninguém tinha conseguido explicar de que forma isso funcionava. O novo estudo, publicado na revista Antiquity, se baseou em outros sistemas de calendários da Antiguidade para chegar a essa conclusão. 

Stonehenge foi construída no período neolítico, há cerca de 5400 anos. A estrutura principal é composta de blocos de arenito gigantescos conhecidos como "sarsens", cada um pesando uma média de 25 toneladas. 

Stonehenge

Segundo Darvill, o layout do círculo de pedra de Stonehenge servia como uma representação física do ano. Sua pesquisa indicou que o local era um calendário baseado em um ano solar tropical de 365,25 dias. “O calendário proposto funciona de uma maneira muito simples. Cada uma das 30 pedras no círculo sarsen representa um dia do mês, dividido em três semanas, cada uma de dez dias”, disse ele

O sistema era muito similar ao que se utilizava na época em outras civilizações. Darvilll explica que esse tipo de calendário foi desenvolvido no Mediterrâneo oriental nos séculos posteriores ao ano 3 mil a.C., tendo sido adotado no Antigo Egito como calendário civil por volta do ano 2700 a.C. Isso pode ser uma evidência de que naquele momento, a população que vivia naquela região da atual Grã-Bretanha estava estreitando vínculos com outros povos.

Fontes
Clarín e BBC
Imagens
iStock