Início

Primeiro testamento de Pablo Escobar é revelado

O colombiano Pablo Emilio Escobar Gaviria, fundador do Cartel De Medellín, foi, sem dúvida, um dos traficantes de drogas mais famosos do mundo. Ainda hoje, mais de 24 anos depois da sua morte, sua figura e sua fortuna incalculável continuam intrigando as pessoas.

Vídeo relacionado:

Recentemente, a revista Semana de Colombia conseguiu ter acesso ao primeiro testamento de Escobar, datado de 1989, antes que seu nome ganhasse fama mundial. Nele, o famoso criminoso dizia que, no caso de sua morte, metade dos seus bens ficaria no nome de sua esposa, Victoria Eugenia Henao; uma quarta parte do seu dinheiro e toda a sua coleção de carros antigos e clássicos ficaria para – seu então filho único – Juan Manuel; e a outra quarta parte seria dividida entre seus pais, irmãos e sua tia Luzmila Gaviria.

Curiosamente, no documento, assinado na Notaría Cuarta de Medellín, não é mencionado o montante total do seu capital, mas são citadas algumas das obras de arte milionárias que Escobar havia colecionado no final da década de 1980, e que incluíam duas esculturas de Dalí, uma de Rodin e vários quadros de Fernando Botero, Alejandro Obregón e Enrique Grau, entre outros artistas latino-americanos famosos.

Fonte: RT 

Imagem: Polícia Nacional da Colômbia [Domínio Público], via Wikimedia Commons