Início

Tesouro oculto é encontrado em garrafas de cervejas naufragadas há 120 anos

As cepas de leveduras antigas são muito procuradas com o objetivo de revivê-las para uso industrial

O mergulhador amador Steve Hickman encontrou em uma de suas viagens submarinas uma relíquia que pode ter grande utilidade: garrafas de cerveja provenientes do naufrágio do Wallachia, um navio de carga que afundou em 1895 na costa escocesa. Hickman já havia recuperado dali dezenas de garrafas de whisky e gim. A descoberta pode se revelar um verdadeiro tesouro.

Levedura valiosa

Encontrar essas garrafas de cerveja é de vital importância para os cientistas, especialmente da empresa Brewlab, que extraíram levedura viva do líquido que havia em três das garrafas. De acordo com os pesquisadores o objetivo principal do processo é tentar recriar a cerveja original.

A análise da descoberta do Wallachia trouxe uma surpresa: foi encontrado um tipo de levedura pouco convencional que poderia ser aplicado na criação de cervejas atuais, inclusive para deixá-las ainda melhores. Na verdade, “ressuscitar” leveduras raras pode ser útil não apenas para a indústria cervejeira, mas até mesmo para ajudar o meio ambiente.

Isso porque os testes genéticos revelaram que a cerveja do Wallachia continha dois tipos diferentes de levedura: Brettanomyces e Debaryomyces. De acordo com os pesquisadores, a levedura Debaryomyces parece ser tolerante a metais pesados como arsênio e chumbo. Isso significa que ela poderia ser usada para absorver poluentes em águas contaminadas. 

Fontes
BBC
Imagens
Steve Hickman/Brewlab/Reprodução