Início

Sean Connery, uma das maiores lendas do cinema, morre aos 90 anos

Sean Connery, uma das maiores lendas do cinema, morre aos 90 anos-0

O ator escocês Sean Connery, uma das maiores lendas do cinema, morreu em 31 de outubro de 2020, aos 90 anos. Ele se destacou ao ser o primeiro intérprete do espião James Bond na franquia 007. De acordo com uma nota, ele morreu em casa, nas Bahamas, enquanto dormia.

Filho de um operário e de uma faxineira, Connery nasceu em Fountainbridge, Edimburgo. Antes de ser ator, ele serviu na Marinha britânica, trabalhou como leiteiro, caminhoneiro, salva-vidas, fisiculturista e jogador de futebol. Em 1951, para complementar a renda, começou a trabalhar nos bastidores de um teatro, o que despertou seu interesse pelas artes cênicas.

Após trabalhar em diversas peças teatrais, ele estreou no cinema em 1957. Seu primeiro papel de destaque foi no filme da Disney A Lenda dos Anões Mágicos (1959). Em 1962, se tornou popular em todo o mundo ao interpretar James Bond no filme 007 contra o Satânico Dr. No

Ao todo, Connery atuou em seis filmes da franquia 007 entre 1962 e 1971. Em 1983, ele voltou a interpretar James Bond em 007 - Nunca Mais Outra Vez. Muitos consideram que ele foi o melhor Bond do cinema. Além de seu papel mais conhecido, Connery atuou em produções de destaque, como Marnie, Confissões de uma Ladra (1964), de Alfred Hitchcock e O Homem Que Queria Ser Rei (1975).

Em 1988, Connery ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante pelo seu papel em Os Intocáveis, de Brian de Palma. Nos anos seguintes, continuou a atuar em filmes de sucesso, como Caçada ao Outubro Vermelho (1990) e Indiana Jones e a Última Cruzada (1989), no qual atuava como o pai do herói vivido por Harrison Ford. Seus últimos trabalhos foram no filme A Liga Extraordinária (2003) e na animação Sir Billi (2006), dublando o personagem principal.


Imagem: s_bukley / Shutterstock.com