ATLÂNTIDA

Conheça 5 teorias que tentam explicar o enigma de Atlântida

Por: HISTORY Brasil

As primeiras notícias sobre a Atlântida estão no famoso livro “Diálogos”, do filósofo grego Platão, no século IV a.C. Desde então, várias hipóteses circularam sobre a existência e o desaparecimento misterioso da ilha. Abaixo, seguem as cinco teorias mais relevantes:

[VEJA TAMBÉM: Mergulhadores encontram lendário material, nunca visto antes, que pode ser da mítica Atlântida]

A Atlântida era um continente no meio do Atlântico e que afundou no oceano: em 1883, é publicada a obra de Ignatius Donnelly “Atlântida: Um Mundo Antediluviano”, no qual ele desenvolve a hipótese que a civilização humana surgiu na Atlântida. O autor afirma que a ilha mitológica está no Atlântico, no mesmo lugar defendido por Platão, e explica que ela desapareceu no fundo do oceano.

A Atlântida foi engolida pelo Triângulo das Bermudas: em 1970, Charles Berlitz, autor de vários livros sobre fenômenos paranormais, publicou sua versão dos fatos: segundo ele, na região do Triângulo das Bermudas, existia um continente subterrâneo, o qual era nada menos que a antiga cidade desaparecida.

Atlântida/Antártida: a teoria de que a Atlântida estava no que hoje conhecemos como Antártida, a qual, na época, era um território muito mais quente que atualmente, tem base no livro “Earth’s Shifting Crust”, publicado em 1958 por Charles Hapgood. Segundo o autor, há 12 mil anos os continentes da Terra se deslocaram, ficando a Atlântida muito mais ao norte do que originalmente estava. Os habitantes da antiga civilização teriam morrido por causa das baixas temperaturas, e a cidade estaria enterrada sob várias camadas de gelo.

Um aumento muito grande do Mar Negro: essa teoria afirma que a Atlântida nunca existiu, mas que sua lenda é baseada em uma terrível inundação que causou no século VI a.C. um crescimento abrupto do Mar Negro sobre o Mediterrâneo. Platão teria se baseado nessa história, que narrava o desaparecimento de diferentes civilizações debaixo d’água, para criar o relato da cidade mitológica.

A Civilização Minoica: uma das teorias mais recentes afirma que a Atlantis da qual falava Platão é, na verdade, a antiga Civilização Minoica, que viveu na Ilha de Creta entre os anos 3000 a.C. e 1600 a.C. Acredita-se que essa pode ter sido a primeira civilização europeia, com seus esplêndidos palácios e, inclusive, uma língua escrita. Alguns historiadores supõem que a decadência progressiva dessa civilização depois da erupção de um vulcão e de vários tsunamis deixaram suas cidades submersas, fato que virou inspiração para o filósofo grego.


CLIQUE AQUI E AJUDE A PRESERVAR PAISAGENS INCRÍVEIS. Fonte: History.com



Imagem: Algol/Shutterstock.com