TESOUROS

Encontradas 7 mil moedas de prata da Idade Média enterradas em fazenda na Hungria

Arqueólogos descobriram um tesouro medieval enterrado em uma fazenda na Hungria. Ao todo, eles encontraram quase 7 mil moedas de prata e 4 de ouro. Os especialistas acreditam que o dinheiro tenha sido escondido durante um ataque do Império Otomano à região.

Em 2019, já haviam sido encontradas 150 moedas antigas na mesma fazenda, situada no vilarejo de Újlengyel. Isso fez com que os arqueólogos desconfiassem que poderia haver outras no local. Em uma nova exploração, realizada em dezembro de 2020, eles se depararam com um vaso quebrado que continha as milhares de moedas.



Segundo especialistas do museu Ferenczy, as moedas foram enterradas por volta de 1520. Naquela época, seria possível comprar sete cavalos com aquela quantia. Pelos padrões de hoje, o valor seria suficiente para comprar um carro de luxo. A moeda mais antiga é um denário de prata (moeda romana) com a imagem do imperador romano Lúcio Vero, que governou de 161 a 169 d.C. As moedas mais novas datam da época de Luís II, que governou a Hungria e a Boêmia de 1516 a 1526.

Já as quatro moedas de ouro, que foram cunhadas durante o reinado de Matias I, que governou a Hungria de 1458 a 1490, estavam escondidas sob um forro de tecido contido no vaso. Como houve uma invasão dos otomanos à Hungria em 1526, os arqueólogos levantaram a hipótese de que o tesouro tenha sido enterrado para escondê-lo dos invasores.




Fonte: Live Science

Imagem: Museu Ferenczy/Divulgação