Ta Na História

Epidemia de dança causou mortes na Europa em 1518

Por Thiago Gomide do Tá na História.

Parceria HISTORY e Ta Na História

Você gosta de dançar?

Um surto de dança fez com que centenas de pessoas na França ficassem requebrando por meses. Sem parar. 

Isso gerou mortes, muitos doentes e as causas são misteriosas até hoje. 

Estrasburgo não era um grande centro do Sacro-Império Romano-Germânico. 

Pacata, algumas proteções militares, mas nada de grande centro. 

Em julho de 1518, do nada, uma mulher começa a dançar no meio da rua. Frau Troffea era o nome dela. 

Se hoje a turma para pra ver gente fazendo obra, empinando pipa, fazendo qualquer parada, imagina em 1518, com alguém dançando na rua. 

Os espectadores começaram a aplaudir, a incentivar, a admirar. 

Nas primeiras horas era algo que chamava atenção pela beleza. 

Mas quando foi passando o tempo e Frau Troffea, apesar de estar com cara de dor, não parava, aí o sentimento foi de preocupação. 

Ela ficou seis dias até cair esgotada.

O problema estava apenas começando.  

Quer saber como uma galera se juntou na dança da morte? Quer saber se essa epidemia de dança rolou em outros países? Como as autoridades lidaram com o problema? 

Aperta o plaaaaaay que o Tá na História te conta tudo:

 


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade. 


Imagem:  Pieter Brueghel, o Velho (1526/1530–1569), via Wikimedia Commons