GRÉCIA ANTIGA

Homens nus e proibição de mulheres: como eram as Olimpíadas na Grécia Antiga

O evento homenageava o deus Zeus e era disputado a cada quatro no santuário de Olímpia
Por: HISTORY Brasil

Os Jogos Olímpicos originais surgiram na Grécia Antiga, no ano 776 a.C. O evento, que homenageava o deus Zeus, era disputado a cada quatro no santuário de Olímpia. Mas naquele tempo as competições eram bastante diferentes.

Modalidades olímpicas

Para começar, os atletas disputavam nus e eram todos homens. As mulheres eram proibidas de participar dos jogos e nem ao menos podiam assistir as partidas. Acredita-se que a proibição estava relacionada justamente ao fato de que os participantes tinham que competir sem roupa.



No século V a.C., as Olimpíadas duravam cinco dias inteiros. Assim como hoje, as competições despertavam o interesse de muita gente. Pelo menos 40 mil espectadores lotavam o santuário de Olímpia diariamente no auge da popularidade dos jogos, no século II d.C.

Entre as modalidades disputadas estavam corridas, competições equestres e lutas, como o pugilato (antepassado do boxe). Os vencedores não recebiam medalhas, mas coroas de louro. Alguns dos campeões também podiam ganhar alguma quantia em dinheiro bancada por sua cidade-natal.



Os jogos continuaram a ser disputados até o ano 393 d.C., quando foram proibidos pelo imperador cristão Teodósio I durante o domínio romano na Grécia. A justificativa para o fim das Olimpíadas foi que elas promoviam o paganismo. A competição só ressurgiria no fim do século XIX, quando o barão francês Pierre de Coubertin organizou os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em Atenas.

 VER MAIS


Fonte: BBC

Imagens: iStock e Marie-Lan Nguyen/Museu Britânico, via Wikimedia Commons