CHINA

O segredo do homem mais velho da história

Por: HISTORY Brasil

Li Ching Yuen teria vivido 256 anos e sua vida é objeto de admiração e curiosidade para todos aqueles que acreditam no poder da sobrevivência.

Médico, herborista e mestre taoísta chinês, ele viajou por seu país para colher pedras e plantas e, depois, passou a se dedicar à alquimia enquanto residia no templo taoísta de Yu Qing.

De acordo com os papéis que um amigo seu levou ao The New York Times, em 6 de maio de 1933, o dia de sua morte, ele teria nascido em 1677. No mesmo jornal, em 1928, um de seus correspondentes escreveu um artigo no qual os anciões do antigo bairro de Yuen afirmavam que seus avós o haviam conhecido quando eram crianças e Li Ching já era um adulto.

Wu Chung Chieh, diretor do Departamento de Educação da Universidade de Chengdu, afirmou ter encontrado uma nota do Governo Imperial Chinês de 1827, na qual Li Ching era parabenizado por seus 150 anos de idade. Segundo o artigo do professor, ele teve 180 filhos e 23 esposas ao longo de sua vida.

Da Liu, discípulo do famoso ancião, revelou que seu maestro aprendeu técnicas de respiração, movimentos coordenados com sons, exercícios e dietas que conseguiram aumentar sua longevidade, além do consumo de ginseng e gotu kola.

“Mantenha o coração tranquilo, sente-se como uma tartaruga, caminhe alegre como um pombo e durma como um cão”, seriam as palavras que, segundo o jornal, Li Ching disse em resposta à pergunta de como alcançar uma longa vida.




Fontes: elciudadano.cl

Imagem: Domínio Público, via Wikimedia Commons