PANDEMIA

Veterano que arrecadou milhões para a caridade durante a pandemia morre de COVID-19 aos 100 anos

Sir Thomas Moore, veterano da Segunda Guerra Mundial que se destacou recentemente por arrecadar milhões de libras para o sistema de saúde britânico durante a pandemia, morreu de COVID-19, aos 100 anos de idade. Popularmente conhecido como Capitão Tom, ele ingressou no Exército do Reino Unido no início do conflito, servindo na Índia e em Mianmar, que na época se chamava Birmânia.

Em 6 de abril de 2020, durante a pandemia COVID-19, às vésperas de completar 100 anos, Moore lançou uma campanha de arrecadação de fundos para NHS Charities Together, um grupo de instituições de caridade que apoia funcionários, voluntários e pacientes do Serviço Nacional de Saúde Britânico (NHS). Ele se propôs a completar uma caminhada de 25 metros em seu jardim com a ajuda de um andador, marcando a "Caminhada do 100º aniversário de Tom para o NHS". 



O objetivo inicial era arrecadar £ 1.000, mas no dia do seu aniversário alcançou £ 30 milhões. Os fundos arrecadados por Moore serviram para financiar projetos envolvendo o Serviço Nacional de Saúde, como a criação de salas de descanso, o desenvolvimento de dispositivos para permitir que os pacientes mantenham contato com seus familiares em hospitais, além da criação de grupos comunitários que apoiam os pacientes depois que recebem alta. 

Em 20 de abril de 2020, ele se tornou um Cavaleiro do Império Britânico, sendo nomeado "Sir" pela Rainha Elizabeth II por seus feitos. Na mesma época, o cantor Michael Ball cantou "You Never Walk Alone" para ele ao vivo no programa BBC Breakfast. No dia seguinte, a performance, que continha um trecho da fala do veterano, foi transformada em um single digital. A canção alcançou o número 1 das paradas britânicas, transformando Moore na pessoa mais velha a conquistar essa proeza. O lucro das vendas também foi doado para a caridade.


Fonte: BBC



Imagens: Domínio público, via Wikimedia Commons e Departamento de Trânsito da Grã-Bretanha/Reprodução