Como morreu Alexandre, o Grande

Sua morte semeou várias incógnitas que até hoje não têm resposta.

Especialistas do mundo todo vêm debatendo acerca dos aspectos mais controversos em torno da morte de um dos homens mais poderosos da história.

1- A data: Alguns autores afirmam que foi em 10 e outros em 13 de junho de 323 a.C., no palácio de Nabucodonosor II, na Babilônia.

2- As causas: Existe uma teoria que afirma que ele foi envenenado durante um banquete, em 2 de junho, mas, pelos sintomas, os especialistas afirmam que ele morreu de pancreatite aguda.

3- Suas últimas palavras: Antes de morrer, seus generais o perguntaram a quem ele legaria seu Império, e há duvidas sobre sua resposta, que teria sido “Krat'eroi“ (ao mais forte) ou “Krater'oi”  (a Crátero).

4- Testamento: A falta de um herdeiro legítimo desatou uma guerra sucessória entre os generais, que terminou dividindo o Império em vários reinos.

5- A tumba: O maior mistério é onde se encontram seus restos, já que a tumba original foi saqueada em várias oportunidades, até que seu corpo finalmente desapareceu.