extinções

Espécie mais rara dos grandes primatas pode ser extinta em breve, alertam pesquisadores

Por: HISTORY Brasil

Os orangotangos Tapanuli, originários de Sumatra, na Indonésia, são considerados a espécie mais rara de grandes primatas. Agora, um novo estudo alerta que eles estão mais perto da extinção do que se imaginava. Segundo os pesquisadores, esses animais ocupam menos de 3% do habitat em que viviam no século XIX. 

Primeira extinção moderna de grandes primatas

O novo estudo aponta que menos de 800 deles ainda vivem na região montanhosa de Batang Toru. Se mais de 1% da população adulta for morta ou capturada a cada ano, o orangotango Tapanuli se tornará a primeira espécie de grandes primatas a ser extinta nos tempos modernos, de acordo com o pesquisador Erik Meijaard, autor do estudo.



Segundo registros históricos, anteriormente os orangotangos viviam em uma região bem mais vastas. A caça e a fragmentação de seu habitat natural forçaram com que eles ficassem confinados nas montanhas Batang Toru. Com a diminuição de seu raio de locomoção, suas chances de sobrevivência são cada vez mais escassas, diz o estudo.

O mais preocupante é que mesmo esse habitat limitado está ameaçado. Isso porque há planos de construir uma nova usina hidrelétrica na região. Caso ela entre em funcionamento, ocupará uma área de 122 hectares, impedindo que várias subpopulações de orangotangos Tapanuli interajam, o que poderia levar à endogamia e limitar a diversidade genética da espécie.



VER MAIS:


Fonte: Live Science

Imagens: Tim Laman, via Wikimedia Commons e Shutterstock.ciom