HUMANIDADE

Os produtos químicos que consumimos ameaçam a reprodução humana

Efeito dessas substâncias no sistema reprodutivo estaria causando um declínio na taxa de fertilidade
Por: HISTORY Brasil

Uma cientista especializada em fertilidade faz um alerta sobre o futuro da nossa espécie. Segundo Shanna Swan, o efeito dos produtos químicos no sistema reprodutivo ameaça a sobrevivência humana. A pesquisadora afirma que o problema se reflete nas taxas de fertilidade mundial, que vêm diminuindo há décadas.

Fertilidade em declínio

Em seu novo livro, chamado Countdown ("Contagem Regressiva", em tradução livre) Swan afirma que as mulheres de 20 anos de hoje em dia têm uma taxa de fertilidade menor do que a que suas avós tinham aos 35 anos. Além disso, homens da mesma idade teriam a metade de concentração dos espermatozoides que seus avôs possuíam na juventude.



Segundo a especialista, grande parte desse problema se deve à deterioração dos produtos químicos tóxicos. Ela culpa especialmente os ftalatos, substâncias sintéticas que fazem com que os plásticos tenham uma maior flexibilidade e sejam difíceis de quebrar. O material está presente em embalagens comuns, como de shampoos, cosméticos, pesticidas e alimentos enlatados.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos afirma que os efeitos da exposição moderada a ftalatos ainda são desconhecidos. Apesar disso, o órgão reconhece que alguns tipos dessas substâncias afetaram o sistema reprodutivo de animais em testes de laboratório.



VER MAIS:


Fonte: BBC

Imagens: Shutterstock.com